Skip links
Explore
Arraste

O poder dos ecossistemas no ambiente digital competitivo

Desde 2020 o cenário de negócios tem sido marcado pela aceleração da transformação digital. Esse processo já avançava com rapidez e se tornou ainda mais emergencial com a demanda social e econômica de isolamento trazida pela pandemia de Covid-19. Dessa forma, as empresas buscaram alternativas para se manter competitivas no ambiente conectado e se integraram ainda mais à abundância de ofertas e dados do mundo digital, que tem transformado as relações de consumo.

Neste ano, já notamos a continuidade dessa mudança. O relatório Neotrust, uma das principais fontes para o mercado digital, mostra que foram realizadas 78,5 milhões de compras online nos três primeiros meses de 2021, um aumento de 57,4% em comparação ao mesmo período do ano passado. Assim, mais do que nunca, o valor intangível da reputação das marcas tem se consolidado como grande diferencial no processo decisório do consumidor, que exige experiências inéditas, que ofereçam uma proposta de valor hipercustomizada e omnichannel.

Com isso, os líderes já entendem a importância de uma estratégia baseada em dados e que contemple os canais on-line para alcançar bons resultados de negócios. Contudo, muitos deles ainda estão em busca pelas melhores maneiras de assimilar novas tecnologias e fomentar a inovação. Nesse sentido, é importante avaliar que, para serem relevantes, as marcas precisam ter conhecimento qualificado sobre seus públicos-alvo e potencial a fim de criar ofertas com impacto positivo e caráter indispensável.

As estratégias digitais comprovam que, em meio a tantas opções, ser lembrado e querido pelo consumidor é um fator determinante para o sucesso. Assim, o grande desafio é criar relacionamento e demonstrar de maneiras mais tangíveis os aspectos subjetivos do produto ou da empresa – ou seja, demonstrar os diferenciais da companhia de modo a fortalecer sua integridade e gerar uma personalidade única e reconhecível pelos clientes.

Felizmente, a convergência de tecnologias sociais, nuvem, mobilidade, análise de dados e segurança cibernética ajuda as companhias a conduzir novas iniciativas para engajar, habilitar e apoiar uma nova geração de consumidores que já nasceram na era digital, e que são ou serão os futuros líderes das organizações em que atuamos. Hoje, as associações entre empresas complementares, ou até mesmo competidoras entre si, em grandes ecossistemas de negócios promovem uma rica base de dados que agrega inteligência às operações.

Numa relação colaborativa, os ecossistemas potencializam os benefícios para todos os envolvidos na cadeia de negócios, pois promovem ampla e profunda compreensão do comportamento do cliente por meio de dados ricos e coletivos. Dessa forma, amplia-se a possibilidade de oferecer experiências significativas, personalizadas e conectadas entre as diferentes áreas de interesse do consumidor, o que aumenta o valor percebido dos produtos e serviços.

Se antes essa geração de valor era atingida por meio de ativos presentes apenas na produção e oferta de produtos e serviços, hoje, essa percepção se cria a partir da maneira que o produto ou serviço é apresentado e entregue ao consumidor. Não é mais a oferta que cria a demanda, e sim a demanda que leva à criação de uma oferta para tal. Por isso, ter práticas que aproximem as companhias de seus públicos as ajuda a comprovar o comprometimento com seus clientes.

Assim, é indispensável ter em mente que os negócios são orientados ao cliente e que os diferenciais competitivos que impactam as decisões de compra se moldam também no inconsciente do consumidor. Ou seja, o reconhecimento e a fidelização ocorrem por meio da capacidade das organizações de ter uma leitura correta de cenário e antever os anseios e as necessidades de uma sociedade hiperconectada.

Mesmo não constando nas demonstrações financeiras das empresas, o valor de reconhecimento e reputação de uma marca é um dos mais importantes aspectos de uma organização, pois sustenta a manutenção de sua relevância junto ao seu público e stakeholders. Empresas que tiverem iniciativas disruptivas de relacionamento, que ganham ainda mais força por meio dos ecossistemas, terão êxito no crescimento de seu valor e se destacarão em um ambiente no qual ser significativo é essencial.

Deixe um comentário